Tomografia com contraste

A tomografia computadorizada é um procedimento diagnóstico por imagem não invasivo, que utiliza uma combinação de raios-X e tecnologia de computadores para produzir imagens horizontais ou axiais do corpo. Ela mostra imagens detalhadas de qualquer parte do corpo, incluindo os ossos, músculos, gordura, órgãos e sangue, e são mais detalhadas do que os raios-X padrão.


Enquanto muita informação pode ser obtida a partir de um raio-X padrão, muitos detalhes sobre os órgãos internos e outras estruturas não estão disponíveis nesse exame. Na tomografia computadorizada, os feixes de raios-X se movem em um círculo em torno do corpo. Isso permite muitos pontos de vista diferentes do mesmo órgão ou estrutura. A informação dos raios-X é enviada para um computador que interpreta os dados e apresenta-a numa forma bidimensional (2D) de um monitor. 


A tomografia computadorizada pode ser feita com ou sem "contraste", modalidade que caracteriza a tomografia com contraste. Contraste refere-se à utilização de uma substância que faz com que o órgão ou tecido particular em estudo possa ser visto mais claramente. Tomografias com contraste podem exigir jejum durante certo período de tempo antes do procedimento. 


Materiais de contraste, também chamados de agentes de contraste ou meios de contraste, são usados para melhorar as imagens do interior do corpo produzido por raios-X, tomografia computadorizada, imagiologia por ressonância magnética e ultrassonografia. Meios de contraste não são corantes que tingem permanentemente os órgãos internos, mas substâncias que alteram temporariamente a forma de raios-X ou outras ferramentas de imagem interagirem com o corpo.

Quando introduzidos no corpo antes de um exame de imagem, materiais de contraste fazem com que certas estruturas ou tecidos do corpo apareçam diferentes nas imagens do que seria se nenhum material de contraste tivesse sido administrado. Na tomografia com contraste, materiais de contraste ajudam a distinguir ou criar um maior contraste nas áreas selecionadas do corpo do tecido circundante. Ao melhorar a visibilidade de órgãos específicos, vasos sanguíneos ou tecidos, o contraste ajuda os médicos a diagnosticarem condições médicas.


Os materiais de contraste podem ser introduzidos no corpo em uma de três maneiras: ingerido (tomado via oral); administrados por enema (via retal); ou injetado num vaso sanguíneo (veia ou artéria, também chamado administrado por via intravenosa ou intra-arterial). Na sequência de uma tomografia com contraste ou outro exame de imagem com material de contraste, o material é absorvido pelo corpo e eliminado através da urina ou movimentos intestinais.


Existem vários tipos de materiais de contraste, geralmente, compostos à base de iodo e bário-sulfato são usados em tomografias com contraste. Bário-sulfato é o material de contraste mais comum tomado por via oral. Também pode ser injetado nas veias ou artérias, dentro dos discos ou os espaços de fluido da coluna vertebral, e em outras cavidades do corpo.

Diferenciais da tomografia com contraste

Fale com os nossos especialistas e saiba mais sobre tomografia com contraste

A tomografia tornou-se peça chave no arsenal dos diagnósticos por imagem. Geralmente, ele não é utilizado em diagnósticos de mama, obstetrícia e na imagiologia das diferentes estruturas de tecidos moles que formam as juntas, porém, com algumas outras pequenas excessões, a tomografia é mais o procedimento mais escolhido. Tomografias da cabeça tornaram-se uma parte padrão de qualquer trabalho de acompanhamento para condições tais como trauma; dor de cabeça severa, prolongada ou persistente; e mudanças no estado mental. Caso você tenha dúvidas e perguntas a respeito da realização de uma tomografia com contraste, não hesite em nos contatar hoje mesmo. Nossos especialistas estão preparados para atendê-lo.

Localização

R. Teresa Maria Luizetto, 295

Vila Santa Luzia, Taboão da Serra

06754-010

(11) 4701-4425

www.scandiagnostico.com.br