Eletroneuromiografia em SP

A eletroneuromiografia em SP realiza um procedimento neurofisiológico para avaliar doenças dos nervos periféricos do corpo humano. Além disso, outras regiões também são examinadas por meio deste método, assim como músculos, raízes, espinha e junções neuromusculares. O exame de eletroneuromiografia faz testes de neurocondução por meio de uma condução nervosa e sensitiva, além do exame eletromiográfico, que é realizado com agulhas.


Para esse procedimento, são feitos estímulos elétricos no paciente, por meio da neurocondução. Dessa forma, os mesmos são aplicados nos nervos periféricos do paciente, sendo realizados com agulhas descartáveis de eletrodo. Assim, o objeto é inserido na pele do paciente até alcançar o músculo. Durante o procedimento, podem ocorrer sangramentos e hematomas no local, mas em pouco tempo o paciente deixa de sentir dores.


Geralmente, o pedido médico notifica o laboratório que realizará o procedimento sobre onde o mesmo deverá ser feito, podendo ser nos membros superiores ou inferiores. Quando existe um processo inflamatório que provoque dores, o exame deverá comparar lados do corpo do paciente (direito e esquerdo). Dessa forma, o diagnóstico se torna mais preciso para uma síndrome dolorosa, por exemplo.


Continue com a leitura deste artigo para saber mais sobre esse importante método utilizado nas doenças dos nervos periféricos do paciente.

Ao realizar o procedimento de eletroneuromiografia em SP, o paciente deverá utilizar roupas folgadas no corpo. Além disso, é de fundamental importância que a pessoa tenha se alimentado muito bem para evitar problemas na hora do exame. O paciente sempre é informado desses procedimentos, evitando, assim, desculpas na hora da realização do mesmo. Porém, caso um dos lembretes não sejam cumpridos, pode comprometer todo o andamento do processo, além de prejudicar o diagnóstico.


Mulheres devem ir vestidas de saia ou vestido, já os homens não devem utilizar calça jeans. Outro aviso é o de que o paciente não poderá utilizar cremes hidrantes nas áreas que serão examinadas, assim como mãos, braços, pés e pernas. Geralmente, os laboratórios ou clinicas de diagnóstico por imagem pedem que o paciente chegue com antecedência de 30 minutos ao local.


Crianças menores de cinco anos ficam impossibilitadas de realizarem o exame de eletroneuromiografia, visto que é necessária a colaboração voluntária do paciente, porém, com a sedação, isso não é possível. Já crianças e adolescentes de 6 a 18 anos serão examinados apenas com a presença de um responsável.


Este procedimento neurofisiológico não é realizado em pacientes com marca-passo e com cateter intracardíaco. Pessoas que usam anticoagulantes também ficam dispensadas deste tipo de exame. Além disso, a pele não pode apresentar abscessos, trombose ou flebite.

Diferenciais de eletroneuromiografia em SP

Fale com os nossos especialistas e saiba mais sobre eletroneuromiografia em SP

Após a leitura deste artigo sobre eletroneuromiografia em SP, você ainda tem dúvidas sobre o assunto? Fale agora com um dos nossos especialistas, já que possuímos profissionais capacitados para tratar de assuntos como esse. Se tiver dúvidas sobre eletroneuromiografia em SP, entre em contato com um dos nossos especialistas. Você também terá acesso a várias informações sobre o assunto, bastando apenas acessar um dos nossos canais. Então, compartilhe seu comentário e acesse nossos demais conteúdos para saber mais sobre eletroneuromiografia na cidade de São Paulo.

Localização

R. Teresa Maria Luizetto, 295

Vila Santa Luzia, Taboão da Serra

06754-010

(11) 4701-4425

www.scandiagnostico.com.br