Densitometria óssea de corpo inteiro em SP

A densitometria óssea é uma forma melhorada de tecnologia de raios-X, usada para medir a perda de osso. A densitometria óssea de corpo inteiro em SP faz hoje parte do padrão estabelecido para medir a densidade mineral óssea. Nesse exame, tanto em crianças como em alguns adultos, todo o corpo é digitalizado.


O exame de densitometria óssea é usado com mais frequência para diagnosticar a osteoporose, doença que afeta principalmente mulheres após a menopausa, mas também pode ser encontrada em homens e crianças. A osteoporose envolve uma perda progressiva de cálcio, bem como alterações estruturais nos ossos, fazendo com que se tornem mais finos, frágeis e suscetíveis à quebra. A densitometria óssea usada para o corpo inteiro é eficaz no monitoramento dos efeitos do tratamento para a osteoporose e outras condições que causam a perda óssea.


O teste de densitometria também pode avaliar a propensão de um indivíduo para o desenvolvimento de fraturas. O risco de fratura é afetado pela idade, peso corporal, histórico de fratura prévia, histórico familiar de fraturas osteoporóticas e questões de estilo de vida, como tabagismo e consumo excessivo de álcool. Estes fatores são levados em consideração pelo médico ao decidir se um paciente precisa realizar ou não esse exame.

Os métodos radiográficos convencionais permitem que os médicos visualizem a estrutura óssea, no entanto, eles não oferecem informação sobre a densidade mineral do osso. A densitometria óssea de corpo inteiro em SP, por outro lado, ajuda a detectar a perda mineral óssea em um estágio inicial, pois fornece a medida quantitativa precisa dessa densidade.


Alguns cuidados especiais devem ser tomados durante quaisquer exames de raios-x, para que seja usada a menor dose de radiação possível, produzindo as melhores imagens para a avaliação médica. Mesmo com sistemas de raios-x modernos, há sempre um pequeno risco por exposição excessiva à radiação. Portanto, as mulheres devem sempre informar o seu médico ou técnico de raio-x se houver qualquer possibilidade de estarem grávidas.


Apesar das pequenas ressalvas, o benefício de um diagnóstico preciso supera em muito os riscos. A densitometria óssea de corpo inteiro em SP é um procedimento simples, rápido e não invasivo. Neste procedimento, não é necessário anestesia, pois a quantidade de radiação utilizada é extremamente pequena, menos de um décimo da dose de uma radiografia de tórax normal, e menos do que a exposição de um dia à radiação natural.

Diferenciais da densitometria óssea de corpo inteiro em SP

Fale com os nossos especialistas e saiba mais sobre densitometria óssea de corpo inteiro em SP

A utilização da densitometria óssea de corpo inteiro como uma ferramenta clínica no diagnóstico e tratamento de doenças ósseas já está estabelecida. Recomenda-se que mulheres façam uma varredura dos ossos por volta dos 65 anos de idade, enquanto homens com 70 anos também podem conversar com seus médicos sobre seus riscos e benefícios. Pessoas mais jovens podem considerar o teste se têm fatores de risco para a perda óssea grave, que incluem: quebra óssea em pequeno acidente; artrite reumatoide; abuso de bebidas alcoólicas; tabagismo; baixo peso corporal; entre outros. Caso tenha dúvidas a respeito da realização de um exame de densitometria óssea de corpo inteiro em SP, entre em contato conosco. Nossos especialistas estão prontos para atendê-lo.

Localização

R. Teresa Maria Luizetto, 295

Vila Santa Luzia, Taboão da Serra

06754-010

(11) 4701-4425

www.scandiagnostico.com.br